Discussão de Personagens

Ir em baixo

Discussão de Personagens

Mensagem por Mysterion em Qui 26 Jun 2014 - 22:12

Aproveitando as modificações e implementações de personalidades dadas pelo time-skip, reabro este tópico para debate e interpretação das personagens do RPG. Façam seus tops e o que for.
avatar
Mysterion

Mensagens : 655
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: (Caster) Alucard Brunestud
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão de Personagens

Mensagem por Mysterion em Qui 3 Jul 2014 - 19:10

Bem, atendendo ao pedido do Maraz, aqui está a minha análise do Josuke, na mesma veia que a fiz para o Kazuma.

Spoiler:

Se posso começar assim, dou-me a liberdade de primeiro de tudo tentar encaixar o Josuke a seguir alguma espécie de arquétipo familiar ao Maraz, este que já conheço ao longo dos anos e tenho conhecimento do processo criativo no que toca a narrativa, mesmo que o próprio não se perceba de tal. Numa noite em que estava a ver as muitas openings que ele produz para o RPG, comecei a traçar padrões entre elas, principalmente que, se ele não tiver a mão uma cena dos vilões para fechar a abertura, isso normalmente em Sagas, no plano geral, a última imagem costuma representar uma personagem dele.

Isto não me parece narcisismo, mas sim a forma como a mente dele compreende narrativas e as desenvolve, ou seja, através da template do Herói. Todas as personagens do Maraz têm tal personalidade que lhes possa dar protagonismo numa história, seja uma personalidade mundana e adaptável, seja uma explosiva e calorosa (por vezes ao mesmo tempo, o que desenvolve uma certa bipolaridade em algumas de suas personagens, como o Shiki). As personagens do Maraz são feitas com o objetivo de serem cotadas como figuras principais de algum manga Shounen, e é este desejo que facilita muito o trabalho de analisar Josuke.

Agora, a outra pergunta que surge uma vez que elegemos um arquétipo para ele: Qual deles? Há vários arquétipos heroicos, desde os clássicos dos épicos até os românticos medievais, passando pelos da ficção pulp, do Western, dos filmes de artes marciais, dos filmes de ação, dos mangas Shounens, dos Mechas. Acredito que o real enfoque dele esteja nos três últimos.

Para julgar o aspecto de Josuke, primeiro devo conceitualizar sua aparência física. Esta, tal como é, regida por homens musculosos e de roupas delinquentes, o que denuncia em si mesma não apenas um gosto estético arquitetônico, de super-herói (mais um arquétipo que Josuke emula), e, mais que isto, suas manias de controle. Por se dar como delinquente, ele expressa uma quebra no parâmetro moral, uma situação em que ele esteja disposto e livre para impôr sua própria moralidade no mundo, fruto de consumo de cultura popular e fantasias heroicas.

Outra cena que delineia alguns dos impulsos de Josuke está normalmente nos símbolos extremos que associa a si mesmo, tal como a roupa de um super-herói. Primeiro o seu cabelo que lhe marcava, depois as roupas de delinquente, e agora os dois óculos, para além da armadura de Bronze. Ao invés de meras escolhas de seu criador, vejo nestes utensílios a busca por uma identidade que não seja apenas para si, mas sim imposta aos outros para ser reconhecido não por um ser humano, mas sim como o símbolo moral de sua fantasia.

Esta necessidade de um símbolo representativo muito bem pode vir de um inconsciente, de alguma relação psicológica com o antigo emblema do Koguramasu. Muitos dos esforços e objetivos de Josuke estão claramente expostas numa conexão com a antiga organização de seu antecessor, o que mostra um certo laço familiar que lhe criou no processo de socialização primária (sendo descendente de um herói, os ideais são diretamente implantados em seu comportamento). Similar, ainda, é a criação do Stardust Crusaders.

Então ele não é heroico apenas em sua personalidade e objetivos, mas até em sua aparência parece manter algum ideal alto em relação a isso. Esta virtude, no entanto, é a raiz de sua paranoia, devido aos sentimentos de que é inadequado enquanto figura quase messiânica, o que o leva a ter grande descrença de seres mais poderosos ou habilidosos que ele próprio, pois, num mundo em que a moral é imposta por ele, para tal forma, ele teria que realizar a clássica fantasia de poder que permeia muitas ficções, ou seja, impôr suas ideais através da violência e do combate, o que inimigos mais fortes acabam por inibir.

Ele é megalomaníaco assim, mas não num sentido derrogatório. Sua paranoia é meramente fruto de sua criação e de seus ideais, muitas vezes inconsciente. Josuke, assim, é uma exposição do arquétipo heroico, e, com o trabalho certo, poderia ser eleito como sátira ou paródia destes formatos.
avatar
Mysterion

Mensagens : 655
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: (Caster) Alucard Brunestud
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum