Montanhas Vulcânicas

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Mustang em Ter 24 Jun 2014 - 22:23

- Tens razão... - suspirou olhando para o corpo morto de Shiki - É melhor contar a verdade.
avatar
Mustang

Mensagens : 435
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Sasagawa Alphonse
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Mysterion em Ter 24 Jun 2014 - 22:30

A verdade bem que poderia ser que ela foi esquartejada, não?

A voz surgiu quase que do nada, e afinal Kokutou Azaka, que havia seguido a trilha de prana de sua Milady, integrava-se ao ambiente, caminhando com olhos cansados até o corpo da Ryougi. Olhava não com desprezo, ódio ou perda. Olhava como se fosse apenas uma realidade, e pelo suor frio em seu rosto, alguma parte de seu coração ainda era perfurada pela corrente firme que Shiki havia lançado em si.

Ryougi Shiki me contou que na antiguidade, quando um dono de escravos era morto, o assassino tinha controle sobre o escravo. - falou num tom calmo, e lançou um olhar para Sheena que não parecia descrever o que se passa pela cabeça da familiar. Mais importante, ela tinha largado o Milady de vez. - Mas eu não sou uma escrava, sou? Não sou um objeto, uma posse, sou? Eu era uma serva, e agora estou livre, certo?

Perguntava tudo com velocidade, sem se importar de desnortear a jovem com os eventos passados. Como Judal, a filosofia de Azaka era enterrar tudo de uma vez.
avatar
Mysterion

Mensagens : 655
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: (Caster) Alucard Brunestud
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Hiroby em Ter 24 Jun 2014 - 23:55

Andava pelas Montanhas Vulcânicas, refletindo sobre tudo que lhe acontecia. - Aparecemos numa das grandes vilas, encontramos várias pessoas já conhecidas como um cliché do destino, encontro a Shiki e Azaka que do nada desapareceram e ressurgiram, espectros invadem tudo isso, enfrentamos um dos bosses dos espectros, conseguimos derrotá-lo parcialmente, o Hokage aparece, o JoJo fica com uma armadura estilosa, ou seja, ele ganhou poderes de algum deus... Creio que seja Athena ou uma cena do tipo... Bem, prosseguindo, suponho que o gajo mascarado é o Alfonso, outro ANBU surge e o busca, sinto a energia de vários conhecidos e sinto a energia da Shiki desaparecendo... São tantas coisas... BTW, por que eu não ganho armaduras fabulosas ou alguma arma awesome?

Sua cabeça estava confusa... Eram muitas coisas para processar. Ele devia arranjar algumas férias em algum lugar interessante ou coisa do tipo, mas sentia que mesmo se arranjasse alguma cena do tipo, no fim aconteceriam imprevistos overpowers advindos do irônico destino.

Decidiu limpar a mente um pouco. Tentou pensar em nada, e só sentir as energias dos outros. Pouco a pouco, ele se aproximava delas, e silenciosamente, ele chegava até o destino.

Observou o corpo, destituído de qualquer vida, da jovem Ryougi.

Expressão seca, olhar de luto.

- Por que? Simplesmente respondam... E não me falem com dramaticidade ou desculpas tolas... Posso até ser fã de vários movimentos artísticos, mas nesse momento, só quero o puro realismo...

A fala do bastardo tornou-se qualquer coisa normal dele, mas com toques altos de melancolia. Aquilo era um abalo grande para ele... Desordenava tudo em sua cabeça. Não sabia o que deveria sentir no momento... Não sabia nem para quem ele mandava a raiva e desprezo. Ele só estava, novamente... Com má sorte.
avatar
Hiroby

Mensagens : 157
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 18
Localização : Acrelândia

Ficha do personagem
Nome:: Edward Arques
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Qua 25 Jun 2014 - 12:46

Olhou para o seu amigo, a sua expressão, a sua presença pareciam apáticas, como se algo trágico tivesse acontecido. Não sabia quem era a 'neko-chan', mas se estava a falar só, e pelo nome não parecia ser algo perigoso, ficou descansado. Aproximou-se do ferreiro, sentando-se ao lado dele.

- Podes contar-me o que se passa se quiseres, eu estou disposto a ouvir o teu desabafo. - disse o mago, olhando para a sua direita onde estava a lança, lembrando do episódio em que lhe dera aquela arma, mas mais importante que isso, dera-lhe confiança - Vá, não é bom reter as coisas só para nós, deita cá para fora o que te está a incomodar. - incentivava Kyle perante a desanimação de Alibaba.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Mustang em Qua 25 Jun 2014 - 13:27

Sheena não se preocupou com a chegada de Azaka, muito menos com a chegada de Edward. Apenas suspirou e rodou a Wind Breaker nas suas mãos, não pretendia responder a nenhuma daquelas perguntas. Azaka seria uma serva? O que interessa? Não era da sua preocupação saber se estava livre ou não. Aproximou-se da rapariga-gato e entregou-lhe a arma de Shiki. Os seus olhos continuavam vagos, vazio...sem vida. Continuou o seu percurso, passou por Azaka e por Edward sem dizer nada, só cessou o passo ao chegar perto de Judal.

- Obrigado pela ajuda. - respondeu com uma voz fria - Não te esqueças de contar tudo ao Alibaba, ele precisa saber. Já tem idade para poder cuidar de si. - a rapariga continuou a caminhar, chegando até a passar por Alibaba e Kyle que estavam mais longe, mas apenas continuou com a sua expressão fria. Rumo ao incerto.
avatar
Mustang

Mensagens : 435
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Sasagawa Alphonse
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Qua 25 Jun 2014 - 13:34

Mais duas pessoas chegavam para ver o corpo da Assassina falecida, a primeira a sua Escrava e de seguida o Bastardo, estranhou que a rapariga gata falara como se não se importasse com a morte daquela mulher, mas sim com o seu futuro e isso era algo que ele não poderia escolher, mas o rapaz perguntava o que acontecera isso era simples e rápido de explicar por isso foi em frente.

- Ele veio aqui, tentou matar-nos e nós defendemos-nos e acabamos por a fazer perder a vida. - falou sem qualquer tipo de remorso ou interesse, tinha falado no plural, mas na verdade o alvo tinha sido a rapariga agora com o poder de escolher o futuro da serva da Doida morta.

Sheena entregava a faca a serva e retirava-se, as coisas naquele grupo acabavam sempre assim, havia sempre alguem que caia no desespero nem que fosse por momentos.


Alibaba estava sentado Kyle sentava-se ao seu lado tentando o fazer abrir-se e contar o que o atormentava, não sabia bem se deveria por nas costas do mago o peso da sua culpa, mas assim o fez.

- Não sei se te contei o porquê de ter voltado para casa neste ano e meio. Mas bem... O meu País foi conquistado e para o conquistar de volta voltamos. - disse suspirando - Podia ter tentando seguir outros caminhos, mas segui o que via há minha frente, o que já estava aberto. Guerra, mesmo que fosse por uma boa causa na altura, agora que tudo terminou, não me arrependo do resultado, mas sim o método. travei a guerra, no inicio tentava apenas os fazer fugir e assim dar tempo para o nosso avanço, mas depois comecei a ser obrigado a lhes tirar a vida, uma... duas... três... dez... trinta... E depois perdi a conta de a quantas pessoas roubei o futuro. Mas durante a guerra não tive tempo para pensar nisso, e mesmo quanto tinha chegava à conclusão que eram preços justos para o que queríamos obter. - falou abaixando a cabeça, ainda não tinha chegado ao que realmente lhe nublava a cabeça - Vencemos, mas o custo dos dois lados foi grande, não sei o nome da maioria dos meus companheiros de guerra e mesmo sem saber os seus nomes eles lutavam ao meu lado e eu os empurrava para longe numa tentativa de os proteger, mas acho que os feri mais a deita-los para longe do que a deixa-los lutar ao meu lado e para terminar a guerra e vingar a mais perda para mim, acabei por recorrer a algo horrível, isso vai-me atormentar até ao fim da minha vida. Eu até estava a melhorar mas este ataque fez-me lembrar de novo do que fiz. - disse olhando a sua mão esquerda a onde tinha o selo alquímico. - Eu até te contaria com pormenores, mas não quero passar este peso para ti nem para ninguém. - terminou suspirando de novo

Pouco tempo depois Sheena passava, Aliabba ainda concentrado nos seus problemas e por isso nem tentou fazer nada.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Qua 25 Jun 2014 - 14:58

Spoiler:
O jovem ouvia atentamente as palavras que o tristonho ferreiro proferia. Contava a sua história deste ano e meio desde que se separaram quando lhe deixara em Konoha. Não era certamente aquilo que Kyle imaginava que Alibaba tinha feito durante esse período de tempo, mas mais que chocado, ficou também ele um pouco triste. Pelo pouco que sabia dele, sabia que ele era alguém extrovertido e boa pessoa, sabia que ao fazer o que fez lhe deve ter custado muito, como se via, e que lhe estava a pesar - Isso realmente é trágico... Também eu neste ano e meio por vezes tive que tirar a vida a outros, e não gostei... - disse lembrando-se de algumas das suas missões como ANBU. Olhava para cima, mirando o céu - No entanto, fizeste isso porque estavas a lutar pelo teu país junto de outros que partilhavam a mesma ideia, por vezes as palavras não chegam para criar paz... E quando assim é por vezes guerra é a única solução. - falou, transmitindo as suas ideias acerca do assunto - Acho que mais importante que saberes os nomes dos teus colegas, é lembrares que todos eles foram importantes e que o esforço deles não foi em vão, pois conseguiram o desejo de todos, que era tomar de volta o vosso país. Não estarão eles lá em cima felizes que esse desejo tornou-se realidade? - perguntava, com os olhos presos nas nuvens, para que o ferreiro - Que a próxima geração, seus filhos, netos, vão puder viver tranquilamente no seu país e com sorte, não terão que passar porque eles passaram, não será isso o que eles mais querem? - continuava, tentando quebrar a tristeza do alquimista. Olhava para a marca na sua mão esquerda, os seus command spells - Conheço uma pessoa que não demoraria um segundo a sacrificar-se pelo bem dos outros, mesmo que fossem desconhecidos. Essas pessoas o que mais querem é o bem e nem se importam consigo, por isso nós é que temos que nos importar deles, recordando-os com alegria como eles são... heróis. - terminou o mago, dando ênfase na palavra 'alegria', mas mais anda em 'heróis', recordando-se do herói que o acompanhava já há mais de um ano.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Qua 25 Jun 2014 - 16:44

O mago falava com a sua experiência e bondade mas mesmo assim o Ferreiro parecia não querer aceitar aquela conclusão.

- Não vais perceber se não souberes o que fui capaz de fazer. Não me sentiria assim se tudo que fiz tivesse sido atrás da minha espada, ou até se tivesse feito aquilo de prefeito juízo. Mas não foi o caso, consumido pela raiva e pelo desespero. Mas por muito que eu fale disso e tente-me abrir para outro acabar por ficar tudo igual. Ou aprendo a viver com o que fui capaz de fazer ou esqueço tudo que aconteceu. - disse continuando a negar o esforço do rapaz - Eu não sou um herói, nunca me iria sacrificar por alguém que não conheço, eu não voltei a casa para ajudar como sempre digo, voltei para me vingar do que eles fizeram, eu tentei ajudar a proteger Konoha da invasão porque gosto do local e das suas pessoas mas sim porque estava irritado. Não ajudei naquele ataque à cidade submersa porque era para ser uma boa pessoa, havia uma recompensa em jogo. Eu sou egoísta e só farei coisas por mim e se calhar pelas pessoas mais próximas. Eu nunca tive uma causa se não a minha própria felicidade, as armas que te dei a ti há Neko-chan, há Azaka-chan, e ao Shiroi-kun. Não acho que não foi por bondade, mas sim apenas uma investimento. Todos vocês tem potencial, se se tornassem famosos utilizando as minhas criações, independente que a fama fosse boa ou má, isso iria apenas beneficiar-me a mim, a fama da pessoa passaria para a sua arma e consequentemente para o seu criador. - continuou a falar enquanto se levantava - Os humanos são seres burros, foi o que te disse quando vieste falar comigo um ano e meio atrás. isso não mudou eles são burros e existe muito mais pessoas horríveis que boas. Se conheces uma dessas pessoas bondosas, tens bastante sorte. Ela bem disse que eu tinha mudado bastante e eu neguei na cara dela. Se fosse mentalmente mais forte talvez aguentasse isto, mas sou um fraco que se deixa abater por tudo. - disse já de pé suspirando - Não mudou nada, mas obrigado mesmo assim. - agradeceu começando a andar de novo, desta vez de volta ao local a onde tinha deixado todos.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Qua 25 Jun 2014 - 17:36

Estático. Assim ficou o mago por momentos ao ouvir as palavras do ferreiro. Mas após isso sorriu. Sorria porque via semelhanças a si em Alibaba. Egoísmo, Kyle era assim, alguém que invoca um herói porque deseja saber mais sobre um poder formidável só poderia ser catalogado dessa forma. - Não somos muito diferentes Alibaba. - disse enquanto levanta-se - Espero que encontres o que precisas. - finalizou, pegando com firmeza na sua lança. Seguiu então o caminho aposto ao do ferreiro, sabia que Sheena estaria bem, não precisava de ir ao local fazer de babysitter, então dirigiu-se para a vila, ajudando no resto que podia.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Hiroby em Qua 25 Jun 2014 - 20:21

- Ele veio aqui, tentou matar-nos e nós defendemos-nos e acabamos por a fazer perder a vida. -

O olho azul de Edward estava mais claro do que de costume. O cigarro que tinha na boca sumia rapidamente com a força do vácuo. Energia vazia começava a escorrer por certas partes do seu corpo, como um liquido viscoso, e ele nem se importava... Saía até pelo seu tapa-olho, mas ainda sim, a importância daquilo não era nada, igual Sheena indo embora sem dizer nada, igual qualquer outra coisa...

- Simplesmente ela quis matar vocês? - questionou o bastardo, que lentamente perdia a sanidade. Não bastava todos os últimos acontecimentos... Agora tinha aquilo ainda. Ele não conseguia conter o controle do vácuo em sua mente. Era Shinryu rindo de sua desgraça e piorando seu estado mental.- Isso tem de ter alguma razão... Não vou fazer nada demais... Só quero saber por que... Sou um gajo curioso... Por que ela fez isso? - dizia com um certo desespero na voz.

A dúvida o afligia. O vácuo o enlouquecia... Talvez acabasse enlouquecendo ali... Tudo dependia das respostas.
avatar
Hiroby

Mensagens : 157
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 18
Localização : Acrelândia

Ficha do personagem
Nome:: Edward Arques
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Qua 25 Jun 2014 - 20:30

- Ser parecidos não é ser igual... E ainda bem... - murmurou depois de se separar de Kyle.

Subiu de volta até ao local a onde varios espectros de Hades falecidos estavam e encontrou Edward, Azaka e Judal no loca, aproximou-se de Judal silenciosamente vendo o corpo morto de Shiki no chão e ouvindo Edward falar com o mago.

- Ela é doida, que queres que te diga, ela veio aqui, começou a tentar forçar algum espécie de contrato de amizade com ela e depois começaram a discutir e depois começou a luta. - respondeu o Mago ao Bastardo

- Que se passou? - perguntou Alibaba baixo ao seu companheiro olhando o corpo de Shiki

- Ela atacou-nos assim que saíste daqui e fomos obrigados a defender-nos e acabou como deves perceber - respondeu à perguntar

O Ferreiro parecia estar a aceitar aquilo melhor que o esperado, se, gritos ou ataques de raiva, até parecia que ele não se importava, mas a verdade era muito o contrario mais novamente tentava guardar isso de si até que um dia não aguentasse mais e explodisse.

- Porque ela faria isso? - perguntou ainda num tom baixo continuando a falar como se tivesse num funeral

- Não sei, ela teve aquela conversa estranha com a outra e depois começaram a discutir e acabaram por lutar. Mas ela não precisava de um motivo ela era doida. - disse o mago num tom normal como se não se importasse.

- Como é que vocês estão? E como a Hime-chan ficou? - continuo a sua serie de perguntas no mesmo tom

- Nós estamos bem, ela focou-se na outra rapariga não ficou muito ferida, mas não posso falar o mesmo do psicológico, Já agora ela conseguiu desbloquear aquele poder.- contou apontando para o seu ceptro

- Não me deveria ter ido embora. - disse num sussurro olhando Shiki

- Estás a culpar-te de quê? O que aconteceu ia acontecer, ela veio aqui para isso, a única coisa que mudaria se tivesses ficado era que serias tu a mata-la, vamos embora, a Escrava sem dono cuida disso, já não é problema nosso. -
disse Judal começando a afastar com Vee nos braços.

- Não fales assim dela. - repreendeu o mago vendo-o afastar-se - Edward, calma, ela morreu, não podemos fazer nada agora a não ser que arranjes alguma maneira de a trazer de volta - disse vendo o que se passava com o Scarlet enquanto foi ter com Azaka - Lamento, pêlo o que aconteceu. Estás bem? - falou baixo para a rapariga
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Mysterion em Qua 25 Jun 2014 - 20:38

... Ryougi Shiki, pelo que sei, violou e matou a própria mãe recentemente, depois ameaçou de me esfaquear. Neste ano e meio, ela assassinou crianças e mulheres, mas provavelmente eram ilusões. Não, ela não era doida, era tão racional quanto qualquer um de nós, até mais racional, e esta foi a sua tragédia. Era minha mestra, concedeu-me a vida, e enlouqueceu pois nenhum de vocês se deu ao trabalho de parar e ver que ela estava estressada. Tendo isso dito, não consigo sentir dor pela morte dela, pois não mereço. Eu contribui para a sua loucura quanto qualquer um aqui, e, como assassina dela tal como qualquer um aqui, não tenho o direito de expressar tristeza. A responsabilidade é minha. - disse Azaka num monólogo simplista, desprovando Judal. Olhou para o corpo. - E tu? Lamentas, ou prefere apenas a designar como doida para se isolares da culpa? - perguntou Azaka.

... Ela nunca tinha notado até tê-la em mãos, mas a Wind Breaker era uma estranha adaga, de lâmina torta e recurvada... Uma adaga traiçoeira, trapaceira e negra.
avatar
Mysterion

Mensagens : 655
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: (Caster) Alucard Brunestud
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Hiroby em Qua 25 Jun 2014 - 20:47

As palavras de Judal e agora de Alibaba, que surgiu no local, pareciam confortá-lo um pouco. Lentamente, a energia viscosa lhe voltava para dentro do corpo. Ainda sim, ele se sentia inconformado com aquela situação. - Sabe... Nós eramos parceiros, caçadores de recompensa... Ela sumiu do nada... E logo quando volta... Já está enlouquecida e tenta matar vocês... Eu não consigo compreender... - dizia com o desespero a diminuir. Sua voz calma e comum voltava, apesar de ainda ser melancólica perante aquela situação. Ouvia as palavras de Azaka, e logo sentia que a Shiki não era mesmo tão gentil como pensava... Mas ainda se sentia confuso...

- Bem... Melhor eu esquecer isso... Eu acho.

Acendia outro cigarro, observando o corpo de Shiki.

Precisava beber alguma coisa...

Talvez essa fosse a solução.
avatar
Hiroby

Mensagens : 157
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 18
Localização : Acrelândia

Ficha do personagem
Nome:: Edward Arques
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Qua 25 Jun 2014 - 21:10

Alibaba olhou para Azaka e de seguida para Edward e começou por ele.

- Sim eu sei que vocês tinham uma parceria nesse ramo, tive até um pouco de ciumes da vossa relação. Mas agora é difícil saber o que se passava na cabeça dela, mesmo antes era difícil, não sei se seria mais fácil. Não sei o que queres fazer, mas de decidires esquece-la mesmo e seguir em frente, não apresses o processo bebendo, acho que todos sabem como acabas quando bebes. - falou para o Scarlet de seguida virando-se para a Serva se preparando para responder num tom mais baixo - É isso que pensas? Então serei também culpado, aos teus olhos. Para mim ela era apenas alguém diferente, poucas vezes a conseguia perceber, mas divertia-me com ela. Não sei como ela estava agora depois deste ano e meio, mas cada um tem os seus problemas. Ela morreu, não posso fazer nada agora. A única coisa que me culpo foi de ter me afastado daqui quando isto aconteceu. Se ela tinha problemas que tentasse arranjar ajuda de alguém porque todos tivemos a fazer algo este tempo. - falou para a gata, olhando Shiki - Que pretendes fazer agora? - perguntou

Judal afastado continuava à espera que aquela conversa terminasse, não lhe importava em nada e apenas queria ir embora, mas tinha de esperar Alibaba que tentava novamente confortar os outros, em vez de pensar em si, falava do lado de fora dando concelhos que seriam úteis para si, como um hipócrita.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Mysterion em Qua 25 Jun 2014 - 21:26

Não sei. Perdi minha mestra, e estou livre.

...

Algo me diz que ela ainda vive. Mas não quero me envolver com ela, está além da salvação. O Saluja Harem ainda existe, Ryougi Shiki me deu as chaves. Posso começar a trabalhar lá para ocupar meu tempo enquanto, ah, sonho com outras coisas... Nya.

...

Edward-sama, eu te acompanho, nya. - tirou as chaves do Saluja Harem e colocou na mão de Alibaba. - Cuidei daquele local com o maior carinho que pude, nya. Alibaba-sama, quando for regressar a Fuyuki para tratar do bar, por favor, convoque-me para a entrevista de emprego... Nya.

Fez uma mensura de saudação e se afastou, indo até Edward, seu aliado na situação de Shinryu. Muito havia ainda para ser feito.
avatar
Mysterion

Mensagens : 655
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: (Caster) Alucard Brunestud
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Hiroby em Qua 25 Jun 2014 - 21:44

- Pode ter calma Alibaba-kun... Serei mais cuidadoso com a bebida. - dizia o bastardo com calma, enquanto começava a sair do local. Ouviu as palavras de Azaka, e logo só disse um "Okay" calmo. Por mais que não parecesse, Ed sentia que Azaka o seguiria de certa forma ainda por um laço de servidão... Ou talvez não fosse isso. Os dois eram cavaleiros de Shinryu, e talvez ela quisesse discutir sobre os poderes do vazio.

Poderia até conversar sobre isso, mas queria principalmente encher a cabeça com álcool. - Ora, Alibaba-kun... Meu estado de alma precisa de um bom elixir liquido... O que posso fazer em meio a isso... É outro caso... - pensava.
avatar
Hiroby

Mensagens : 157
Data de inscrição : 09/05/2014
Idade : 18
Localização : Acrelândia

Ficha do personagem
Nome:: Edward Arques
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Qua 25 Jun 2014 - 22:58

Alibaba recebeu a chave e viu os dois partirem, iria em pouco tempo também, mas antes tinha de tratar daquele local, abaixou-se e ficou a olhar para o corpo da falecida durante algum tempo, não sabia bem o que estava a pensar, nos tempos que esteve com ela, mas não foi assim tanto tempo, e não demorou muito até rever todas as suas memorias com ela, mas ele ainda ficou minutos ali a olhar para ela até que suspirou levantando-se e sacando da sua espada.

- Judal por favor... - pediu sem olhar para o mago mas ainda dando alguns passos atrás afastando-se do corpo da assassina

O mago percebia o que ele queria fazer e seguiu o seu desejo batendo com o seu ceptro no chão e com o som metálico a propagar-se pelo ar a água que molhava todo o local começava-se a mover em pequenas ondas começando a amontoar todos os cadáveres restantes perto do da rapariga falecida. E depois do seu trabalho feito a água se afastou daquela zona deixando aquela area seca.

- Obrigado. - agradeceu enquanto cruzava as pernas sentando-se no chão olhando os cadáveres de espectros de Hades - Vamos limpar isto. - disse levantando a mão que segurava a sua espada e com a lamina apontada para baixo o empurrou com força até que perfurou o solo.

Como uma explosão de chamas uma enorme fogueira foi criada, no seu interior como se lanha se trata-se estavam os corpos dos espectros mortos, incluindo Shiki. O Alquimista utilizava a sua energia restante para alimentar aquelas chamas que tentavam carbonizar aqueles corpos até não restar mais nada, poderia ser um processo que demoraria horas, mas ele tinha tempo, a situação em Konoha estaria controlada, afinal a destruição parecia ter parado.
Judal sentou-se ao lado de Alibaba sentindo ainda mais o calor da foguearia, Vee deitou-se ao outro lado e os três ficara a olhar os corpos envoltos em chamas.

- Judal, estou assim tão diferente de quando deixar-mos este local? - perguntou Alibaba ainda agarrando a espada a fornecendo poder.

- Sim, estás mais forte e sem medo do que tens de fazer. - respondeu o mago colocando esticando os braços para trás e inclinação um pouco o tronco para se apoiar.

- Isso é mesmo bom? - perguntou o Ferreiro tentando-se abrir

- Claro, neste mundo se hesitares morres. Então isso é bom. Mas por outro lado gostava um pouco do rapaz inocente que estava sempre a rir-se. - respondeu com sinceridade com um sorriso nos lábios

- Será que posso voltar a ser assim? - continuou a sua seria de perguntas

- Não. - respondeu simplesmente na negativa mas não era tudo - Mas podes tentar perceber o que está na tua cabeça e controla-lo e talvez possas conseguir andar por ai a rir e a divertir-te. Não me contaste o que te aconteceu naquela altura ao certo, mas isso deixou-te mesmo abalado. Não dormes e quando dormes acordas sobressaltado, talvez seja esse o mal. - disse ainda com um sorriso enquanto via os cinzas a pairar no ar.

- Nem eu próprio sei o que aconteceu ao certo. - respondeu com sinceridade, tinha o respirar ofegante, o cansaço ainda estava presente.

- Talvez devesses encontrar um objectivo, ou mais um hobby para tentar libertar a cabeça à quanto tempo não crias algo? Talvez devesses tentar aprender a cozinhar seria bom para ti e para todos. - disse Judal num tom de gozo

- Sim, não tive muito tempo para construir algo de raiz neste ano e meio. Talvez me fizesse bem. Mas um objectivo, o que poderia ser? Qual o teu objectivo? - perguntou em duvida.

- Simples, seguir e ajudar-te a ti, o meu Rei. - disse Judal confiante

- E algo para ti? - perguntou, não via como aquilo pudesse ser um objectivo de vida de alguem.

- Isto é para mim, não foste tu que disseste quando deste aqueles presentes todos a eles, que a felicidade deles era a tua felicidade? A minha felicidade é a tua felicidade. Tu podes tentar tentar mudar o que sentias na altura mas a verdade é que na altura tu não fizeste aquilo a pensar em lucro, mas sim na felicidade deles e também com medo de não voltares e por isso deixares uma coisa que eles pudessem se lembrar de ti. - disse Judal rindo-se

- Tu ouviste a conversa com o Kyle? - perguntou surpreso pela resposta e pelo exemplo dado.

- Estiveste com ele? Apenas pensei que ias dizer algo como "Eu fiz aquilo apenas para lucrar porque eles iram-se tornar famosos e assim as minhas armas ficariam famosas tambem e bla bla bla". Preocupas-te demasiado com as coisas, diverte-te - falou tentando emitar a voz do ferreiro

- Se calhar tens razão. Mas não consigo parar de me preocupar e de pensar nas coisas que aconteceram. - respondeu abaixando a cabeça.

- Sabes, hoje foi um muito bom dia, eu sei que gostavas dela, mas eu não e vê-la morrer, mesmo que fosse dominada pela loucura me deixou aliviado e um pouco feliz. Para alem disso comemos algo bom que não fosse feito por mim ou por ti, e também fiz uma boa acção. - disse Judal rindo-se da sua sorte - Estamos com o lugar trocado, deverias ser tu a pensar nas coisas boas e eu a ser o mal educado que não gosta de ninguém nunca se diverte. Vê se consegues organizar a tua cabeça e os teus sentimentos para voltar a ser como era. - disse levantando-se batendo algumas meses com as palmas das mãos nas calças para as tentar limpar.

- A onde vais? - perguntou aflito e com medo de ficar sozinho

- Vou dar uma volta, disseste para eu fazer o que quiser e é isso que vou fazer, a Vee ficará contigo por isso não vais ficar sozinho. - falou começando a levantar voo ao mesmo tempo que Vee subia para o colo do ferreiro - Até logo, espero que pelo menos até nos encontramos de novo possas ter limpado a tua cabeça um pouco. - disse enquanto se afastava.

Alibaba abaixou a cabeça um pouco mais triste e acariciou o pokemon no seu colo continuando o processo de carbonização.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Dom 6 Jul 2014 - 16:44

Alibaba subia a montanha, ainda tinha um logo caminho pela sua frente, podia diminuir esta distância voando, mas apesar disso não lhe apetecia, tinha as suas vontades partilhadas, tinha tanto que desejava fazer, mas não sabia como por as suas prioridades e essa hesitação o impedia de se concentrar do que estava a fazer naquele momento.

- Eu quero encontrar estas armas, não que as queira utilizar, quero ver como são, ver a sua qualidade aprender com elas, tentar voltar ao caminho do meu sonho de criança.refletia em voz baixa para si enquanto caminhava pelo terreno montanhoso Mas… Mas… tem outras coisas que quero fazer, quero vê-la, quero ver como ela está… quero ajuda-la. falava preocupado coçando a cabeça Quero ter o controlo da minha mente só para mim. dizia levando as mãos ao centro do peito – Não quero vos despreze e continue a querer-vos que vão embora, mas um pouco de privacidade até quando estou sozinho era bom. Sei que a culpa de vocês estarem aqui é minha e se soubesse como vos libertaria. Mas estou disposto a conhecer-vos a todos e a tentamos ter uma relação um pouco menos irritante.tentava explicar a situação aos gritos na sua cabeça.

Depois de tanto falar percebeu-se que parecia que continuava a ficar cada vez e mais doido, mas sentia que nem dentro de si conseguia ter aqueles raciocínios devido a ter milhares de pessoas a compartilhar a mesma decisão. Continuava a sua escalada em silencio tentando-se focar na tarefa em mãos. Agora que já tinha deitado alguns dos seus problemas para fora tentava forcar-se e olhando em volta tentava encontrar algo.
Caminhou e caminhou, indo a qualquer caverna buraco ou apenas sombra em busca de alguma pista, mas nada. Quando mais subia mais calor tinha, não que lhe fizesse mal, agradava-lhe sentia-se até menos cansado, mas já previa que se continuasse a subir mais e mais se o calor aumentasse já seria em demasia.

- Parece que as historias não passavam apenas disso historias, ninguém iria fazer um tempo ou algo assim a esta altura ou num local tão quente.dizia limpando o suor da sua testa, o esforço da escalada em conjunto com a temperatura alta havia o desgastado, mesmo assim ele continuava, já tinha percebido que estava a anoitecer, mesmo assim ele continuava e continuava, sabendo que tinham acordado que quando anoitecesse iriam voltar. Se eu fosse daqui talvez já tivesse encontrado o que estou à procura ou melhor, sabia que não existe nenhum templo nas montanhas. reclamava enquanto continuava a subir Subir… Subir… Subir… Se não encontrar nada que pelo menos valha este esforço acho que vou magoar alguém…dizia frustrado com a falta de progresso - Ainda por cima não é como se fosse apenas uma montanha, são varias juntas, vai demorar muito até cobrir tudo isto.continuava a reclamar olhando para todos os lados enquanto continuava a subir.

A Lua já ia alto no céu apesar de iluminar não era o suficiente fazendo com que o Ferreiro sacasse da sua espada e utilizando as chamas da mesma como uma tocha.

- Eles já devem ter todos voltado, mas… não me apetece voltar. – dizia parando de andar olhando o chão, estava suado, longe e esgotado, talvez não conseguisse nem voltar antes de amanhecer, mais valia dormir ali e continuar depois, mas depois de tanto azar a sorte voltou a sorrir, uma estrutura ao longe, não era assim tão grande e grandiosa, estavas longe para destingir os pormenores, mas tinha a certeza que não era apenas um rocha com forma esquisita.

Apagou a sua “tocha” por momentos, apenas para a fazer crescer e envolver todo o seu corpo e saiu a voar daquele local em direcção ao que tinha visto.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Sex 5 Dez 2014 - 18:33

O servant descera desde o templo, chegando então às partes mais baixas da montanha. Começou a olhar pela zona, tentando então ver uma gruta como dizia no papél, ou sentir alguma presença. Ia andando em spirit form pela encosta da montanha, a pessoa que escrevera aquele papél sabia o que era a sua existência, e seria perigoso deixar alguém com tais informações vaguear livremente. Archer sabia que tinha importância neste mundo, só servants podem pegar no Santo Graal, e se é necessário tirar o Graal das mãos de quem quer que seja que o tem neste momento, ele não podia cair, nem baixar a sua guarda com pessoas deste tipo.

Finalmente avistou uma gruta, com o tal 'X' na entrada. Aproximou-se, com cautela, apesar de estar na spirit form, todo o cuidado era pouco e tentou perceptir alguma energia ou presença na zona, ficando à 'porta' da entrada, ainda não entrando pela gruta.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Sex 5 Dez 2014 - 19:04




O Servant podia sentir que dentro  da gruta a presença de alguém, mas era pequena e fraca, mas tinha a certeza que era humana e sendo aquela gruta a localização indicada deveria ser o autor da carta. Um homem de olhos azuis e cabelos pretos e vestido de branco, não tinha ar de ser uma ameaça nem de ser violento, mas aparências iludem e talvez fosse melhor o Herói ter cuidado.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Sex 5 Dez 2014 - 19:45

Havia alguém sem dúvida dentro da gruta, e era humano. O servant afastou-se da entrada da gruta, não estava nos seus planos entrar nela, podia facilmente estar armadilhada e seria presa fácil. Tomou a sua forma física, dado que não era um servant rival, e tratando-se de um humano, o herói preferia tentar ter uma conversa com o indivíduo do que partir logo para uma luta, era o mais sensato - Se quem está aí dentro da gruta é o autor da tal carta, aqui me tens. Porque não sais daí para conversarmos? - disse para o indivíduo ainda por aparecer. O servant apesar da proposta pacífica não baixava a guarda e mostravasse atento ao seu redor e o que pudesse sair da gruta.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Sab 6 Dez 2014 - 14:46




Os passos ecoaram por aquela gruta e o vulto começava-se a aproximar, finalmente a sua figura era visto já iluminada para luz de fora da caverna -"Então vieste Servant. Tenho a certeza que és inteligente para saber que apenas por conversar não vais conseguir convencer-me a ficar calado sobre o teu segredo." - falou o homem que estava à frente do Servant - "Um conselho tenta não falar sobre os teus segredos com janelas abertas nunca se sabe quem está a ouvir." - aconselhou de mão nos bolsos - "Mas pronto, qual o rumo que vais tomar para o meu silencio?" - perguntou olhando nos olhos do Heroi.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Dom 7 Dez 2014 - 14:52

Finalmente a tal pessoa saíra da gruta, revelando-se. Cabelos escuros, roupa clara, entre tons de branco e azul, nunca tinha avistado tal pessoa. Mas algo não batia certo, apenas Kyle, Alphonse, Sheena, o Hokage e, recentemente Kakashi, sabiam que este era um servant - Então estavas lá? Descuidei-me. - dissera Archer, mas como é que alguém podia ter ouvido à conversa e ter passado por despercebido a Kakashi? Só um indivíduo deveras poderoso, mas se fosse esse o caso, porque ia atrás dele e não de alguém mais de topo? Talvez isto fosse um teste do 'Copy Ninja' - Bem, sabia que dificilmente resultaria mas tentei. - comentou acerca do conversar, soltando um suspiro - Ora, eu quero algo, que o meu segredo continue assim, um segredo. E tu, também queres algo, portanto diz-me o que queres de mim e poderemos efectuar um troca. - propôs o grego. É claro que não seria assim tão simples. Alguém saber da sua identidade não era só prejudicial a si, o seu master e até a vila podiam ser afectadas por isso, portanto tinha que resolver o assunto, mas não iria se precipitar. Enquanto pudesse conversar e racionalizar com o indivíduo, iria seguir esse caminho.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Syaoran em Dom 7 Dez 2014 - 16:56




O Servant optara por tentar conversar com o homem na sua frente, ia directo ao ponto tentando fazer um acordo, para manter o silencio sobre a existência do Heroi e do seu Mestre - " Indo directo ao ponto muito bom. Eu vendo os meus serviços entre eles informações que adquiro, quando achas que vale para um Mago a informação sobre a tua existência é óbvio que o teu Mestre não é forte e isso reflectisse na tua força, se não já me terias morto com facilidade, Heroi... Mesmo não sendo assim tão forte não deixas de ser um Servant e por isso outros poderiam aparecer atacar o teu Mestre e rouba-lhe os comandos ou seja tornando-te propriedade deles não é? Quanto achas que isso valeria?" - falou o homem tentando obter um preço para o seu silencio, resumindo alguns dos pontos que tornavam aquele segredo importante
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Tsunayoshi em Sex 19 Dez 2014 - 2:47

O servant soltou um sorriso perante uma das afirmações do chantagista - Enganaste em algo. Eu não te mato por não esta a cem por cento, não te mato porque prefiro dar uma chance para as pessoas se redimirem. - disse Archer, começando a ter um ar sério - Sabes qual o problema destes acordos verbais? Não passam de palavras. Posso te dar dinheiro para te silenciar, e no minuto seguinte a receberes o dinheiro estás a receber dinheiro por teres vendido essa informação. - pausou, dando logo continuidade ao discurso - Portanto, para além de isto ser um jogo de interesses, é um jogo de confiança. Mas há algo mais que te tenho a dizer, consideraste capaz de escapar ileso da vila? - perguntou com intenção de provocar o adversário e mostrar que está em controlo daquela situação.


Última edição por Tsunayoshi em Seg 22 Dez 2014 - 15:07, editado 2 vez(es)
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Montanhas Vulcânicas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum