Porto da Cidade

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Porto da Cidade

Mensagem por Syaoran em Qui 20 Nov 2014 - 19:57

- Espero que esta seja a escolha correta... - rezou mais uma vez já com os pés no porto de Konoha, era difícil voltar depois de ter fugido com o rabo entre as pernas, mas tinha escolhido aquele local e já não fazia sentido voltar atrás já que tinha gasto o seu tempo a vir ali - Agora...arranjar trabalho para o Ninja Rei? - disse um pouco confuso já em marcha, não estava muito familiarizado com a hierarquia dos Ninjas de Konoha e tinha algumas duvidas sobre o melhor método de acção, talvez fosse melhor perguntar, pelo caminho.
avatar
Syaoran

Mensagens : 749
Data de inscrição : 18/05/2014
Idade : 23
Localização : Matosinhos

Ficha do personagem
Nome:: Alibaba Saluja
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porto da Cidade

Mensagem por Tsunayoshi em Sex 21 Nov 2014 - 16:36

Pelo mar, o Archer ia relaxando, deitado de sorriso aberto por ter conseguido realizar a sua 'missão', apesar de que agora apenas tinha mais trabalho e problemas pela frente, mas há que celebrar as pequenas vitórias. No pequeno barco, com o servant e o navegador que remava-o em direcção a Konoha, tudo muito calmo, inclusive o mar, criando um dia perfeito para navegar no vasto oceano. Deitado, de membros estendidos e olhos fechados, Prometheus abriu os olhos para verificar se já se encontravam perto da vila, mas uma grande surpresa teve... Só havia mar à sua frente, e apesar de ser quase indistinguível uma paisagem só com mar, ele reconhecia bem a imagem que estava a ver e de pronto observou os seus pulsos e tornezelos acorrentados, estava de volta no Monte Kazbek, tal como no seu eterno castigo.
Um enorme pulo deu o servant, ao acordar daquele seu pesadelo, completamente assustado, porém não tinha certeza se era um sonho, uma memória ou até uma visão, mas rapidamente recuperou a calma e levou as mãos à água salgada e molhou a sua cara, afugentando esses maus pensamentos. No entanto, reparou em algo, graças à sua extraordinária visão inerente da classe Archer, uma navio de grande porte encontrava-se a alguma distância. Não ligou grande importância provavelmente apenas uma navio efectuando a sua rota diária. Porém, sempre que virava a cara para o lado de onde o navio vinha, ele encontrava-se mais perto, apesar de isso não ser anormal, tinha um mau pressentimento do que iria acontecer - Ei, quanto falta até Konoha? - perguntava - Ainda um bocado. - respondeu-lhe. Passados uns 20 minutos, olhou novamente e reparou que o navio estava muito perto do pequeno barco, demasiado perto e Archer começava a recear que o seu pressentimento era verdadeiro - Não acha que este navio está a ir em nossa direcção? - questionou, para obter a opinião da pessoa mais experiente nos mares - Ó miúdo, não tenhas medo, eles gostam de pregar as suas partidas as nós em barquinhos inferiores aos deles, e uns simplesmente são uns jovens que devem estar bêbedos. Ahahahah, em nossa direcção diz ele, tens medo de piratas miúdo? - dizia rindo-se e ridicularizando o grego, que nada contente ficou. E nos instantes a seguir, o seu receio tornou-se real com o navio a colocar-se em frente ao barco impedindo a passagem.

- Esta zona pertence aos grandes Fúria do Mar, se pretendem passar, têm que pagar portagem no valor de 100.000.000. - dizia um dos homens dentro do navio, com um largo sorriso - E se não quisermos pagar? - responde a pronto, igualmente com um sorriso tal como o pirata - Então a vossa viagem termina aqui, labregos, afundem o barco e estes vermes! - ordenou com veemência. Archer sabia que no barco, os dois eram alvos fáceis, portanto agarrou no idoso marinheiro, e saltou do barco num grande impulso aterrando no convés do navio, a tempo de fugir do barco que se destruíra por completo devido a uma bola de canhão. Estavam rodeados por cerca de 20 homens, mas o problema não era esse, o problema era manter o seu navegador a salvo, olhou para cima e reparou no mastro, que tinha um cesto de gávea no topo. Com mais um enorme saltou, agarrou-se a uma das traves, sempre com o idoso do mar a seu cuidado, e equilibrou-se em cima da trave, correndo para o cesto de onde pontapeou o homem que lá estava para fora e colocou o idoso. Algo com o seu navegador longe do conflito, aterrou no convés, pronto para lidar com os patifes - Quem é o primeiro? - perguntou, lançando a provocação. Quatro meros espadachins lançaram-se ao servant, e sem armadura ou armas, esquivou-se dos golpes básicos e ia acertando nos joelhos e nucas dos piratas, imobilizando-os - Seus cães, não se vão abaixo tão facilmente! - e comandou mais tropas em frente, desta vez, veio todos os membros excepto o aparente líder, invocou as suas espadas, apesar de não querer aleijar ninguém, sabia que não podia ser brando. Começou a deflectir os golpes e a corresponder, golpeando de volta e fazendo alguma feridas dolorosas, mas tratáveis e não graves. Mais de quinze adversários rodeavam-no, mas num momento, o Archer olhou para o líder, que estava parado no mesmo sítio, mas levantava as mãos, como se estivesse a puxar algo, todavia tinha que se com duas enormes ondas de cada lado do navio.
-Sente a Fúria do Mar idiota! - dizia enquanto levava os braços ao chão, nesse instante as duas ondas colidiram estrondosamente no convés, muitos dos piratas foram lançados fora do navio com a enorme explosão de violência da água, o próprio servant apenas conseguira se agarrar a algo para impedir que caísse no mar, mas algo pior tinha acontecido, com o estrondo das ondas, o mastro não resistira e quebrara-se, começando a cair ditando que o velho marinheiro iria com o mastro para o oceano. Esforçando-se, Archer puxou-se para o convés e deu um enorme sprint todavia o mastro já tinha ultrapassado o alcance do grego e já estava prestes a colidir com o mar. Prometheus estendeu a mão, tentando segurar o idoso, apesar de largos metros os separarem e num segundo, já não havia uma enorme trave de madeira a cair no oceano, mas sim a sua mão tentando buscar ajuda, com uma corrente à sua volta, e quando dera por si, uma enorme corrente ligava o braço do servant ao marinheiro. Surpreso com aquilo, mas de seguida puxou o marinheiro, começando por puxar a corrente com as suas mãos, começou a aplicar mais força e sentia a sua força e energia a canalizar-se pela corrente, retraindo-a - Ó miúdo, obrigado, obrigado, obrigado!! - exclamava repetidamente grato por o servant lhe ter salvo a vida, mas antes que o velho conseguisse avisar, o líder dos piratas encontrava-se por de trás de Prometheus e pronto para lhe cortar com a sua espada e foi nesse instante que sentiu algo, sentia algo nas correntes, como se estivessem a transmitir uma informação e rapidamente voltou-se e o pulso do pirata que manejava a espada estava imobilizado pela corrente - Hmm, há 'amigos' improváveis. - disse, antes de socar violentamente no estômago o pirata, fazendo-o voar direito ao mar. Encontrado um pequeno barco, os dois colocaram-no na água e prepararam-se para partir, mas antes o servant quis fazer algo - Para garantir que pelo menos estes mais nenhum mal fazem. - com uma das suas espadas, concentrou a sua força e soltou um forte golpe e da sua espada, um corte vertical avançava, ar tão violento que cortava o mar e finalmente cortou o navio assim que entrara em contacto com ele, fazendo-o naufragar - Konoha nos espera senhor! - dizia com um sorriso, caindo com o rabo no barco, completamente exausto e com poucas forças e uns quantos cortes da sua batalha.

Chegando à vila, o servant saiu do barco e preparava-se para retirar dinheiro do bolso quando o marinheiro interceptou-o - Tendo em conta que eu trabalho por tua culpa, esta fica por minha conta. - disse o velho, Archer fez uma vénia e afastou-se, indo em direcção à mansão do Hokage, reportar os seus descobrimentos.
avatar
Tsunayoshi

Mensagens : 209
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Prometheus - Archer
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porto da Cidade

Mensagem por Mustang em Sex 15 Maio 2015 - 10:28

Sheena caminhava pelo porto da cidade, junto à costa observando a delicadeza das águas do mar. De vez em quando, olhava para trás, observando a cidade de Konoha, como se despedisse uma vez mais. E despedia-se. Já não havia objetivo nenhum em continuar em Konoha, poderia continuar os seus treinos sozinha. Já tinha trabalhado o suficiente no hospital, pelo menos conseguira salvar muitas vidas depois da invasão.

- Já estás de partida? - Sheena surpreendeu-se com a voz que surgira atrás desta, olhou de imediato e observou a sua superior, aquela que lhe treinou nos últimos dois anos. Alta, curvas delicadas e longos cabelos rosa, olhos esverdeados e um símbolo na sua testa - Espero que faças o melhor de ti e que salves muitas vidas. - disse com o um sorriso - Até é um pouco irónico, nunca ensinei Ninjutsu Médico a uma assassina.

Sheena riu-se. De imediato, abaixou a cabeça como se "venerasse" a Kunoichi.

- Muito obrigado por tudo Sakura-Sensei! - agradeceu já com lágrimas nos olhos, enquanto a superior colocava a sua mão na cabeça dela, sorrindo. - Eu prometo que continuarei a treinar, serei a melhor médica do mundo!

- Eu acredito que sim. És uma boa rapariga. - finalizou mantendo o sorriso.

As duas Kunoichis viraram costas uma à outra, ambas com um sorriso no rosto, sabiam que se encontrariam novamente no futuro. Sakura caminhou em direcção ao centro de Konohagakure, enquanto Sheena caminhou em direcção ao navio.
avatar
Mustang

Mensagens : 435
Data de inscrição : 08/05/2014

Ficha do personagem
Nome:: Sasagawa Alphonse
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porto da Cidade

Mensagem por Uchiha em Qui 8 Out 2015 - 16:03

O que... o que aconteceu?- nas traseiras de um dos armazéns do porto estava Katsuhiro, sentado e débil - Como é que vim parar a Konoha?

Katsuhiro não se lembrava de nada. Após ter encontrado aquele humano no gigante e estar prestes a comê-lo, a memória do ghoul era uma folha em branco. O que acontecera depois: a transformação em Akikawa Kazagaya e o ter apanhado um barco para se dirigir a Konoha não estava lá, como se a alma do Yuuma, por momentos, tivesse desaparecido.

Já que estou aqui...- levantou-se, saindo do porto, sem ouvir nada de Akane.
avatar
Uchiha

Mensagens : 70
Data de inscrição : 19/06/2015

Ficha do personagem
Nome::
Stats:
Estilos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Porto da Cidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum